5 cuidados ao contratar um empréstimo pela internet

A pandemia e o desemprego fizeram com que muitas pessoas se endividassem. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, cerca de 6 milhões de brasileiros pediram crédito na pandemia. Por esse motivo, cresce a procura por empréstimo pela internet.

O que deveria facilitar a vida de muitos, já que o uso do on-line diminui a taxa dos juros e torna a tarefa mais simples, tornou a vida de outros em um pesadelo. Isso porque, com a alta procura por essa opção, viabilizou a prática de fraudes.

Esses golpes afetaram principalmente a idosos e pessoas de baixa renda, que de alguma maneira precisavam de recursos com certa urgência para se manterem na pandemia.

Por isso, se você está pensando na possibilidade de solicitar um empréstimo, é preciso estar atento para não cair em nenhum tipo de cilada. Ainda mais porque, em casos de golpe, dificilmente você consegue se livrar do prejuízo.

Então, continue lendo esse artigo e saiba dos principais cuidados ao solicitar um empréstimo pela internet.

1 – Verifique se o site que você está solicitando o empréstimo é confiável:

Antes de tudo, cheque sempre se o site que você está solicitando o empréstimo é confiável. Existem sites, como o Reclame Aqui, onde o consumidor pode consultar a reputação de uma empresa ou produto que deseja adquirir.

Inclusive, essa é uma ótima maneira de identificar se a empresa de crédito é segura. Se a empresa tiver uma página e só houver reclamações sem um tipo de solução, ou ainda, se ela não possuir uma página para esse tipo de queixa, é melhor procurar por outro local.

Uma outra maneira de saber se o site que você está pleiteando solicitar o empréstimo é verdadeiro, é olhando para a barra de navegação. Se ela possuir um cadeado, significa que ela é segura.

De todo modo, o Google costuma alertar sobre o nível de segurança da página. Sendo assim, opte por navegar em páginas que terminem o domínio por “.com” ou “.com.br”.

2 – Consulte sempre os dados da empresa:

Certifique se a empresa possui um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, o famoso CNPJ. Ainda assim, se isso não for suficiente, procure pela empresa no site da Receita Federal.

Uma boa dica também é verificar se a instituição financeira de crédito possui autorização do Banco Central do Brasil para realizar esse tipo de serviço.

Mesmo que dê trabalho, realizar esse tipo de consulta evita que você tenha problemas futuros.

3 – Jamais pague valores adiantados ao solicitar um empréstimo pela internet:

Uma instituição financeira nunca pedirá a você para adiantar algum valor antes de conceder o empréstimo. Esse pode ser um forte indício de que você está caindo num golpe.

Sobretudo, se esse valor for solicitado por um portal, o qual, você não está habituado a se comunicar com a empresa ou com o banco.

Por exemplo, você já deve ter recebido em algum momento um sms dizendo que você precisa atualizar algum dado em sua conta corrente. Essa é uma fraude muito comum realizada por golpistas.

4 – Leia com atenção o contrato de solicitação de empréstimo:

Neste documento, devem constar todos os detalhes firmados entre você e a empresa de concessão de crédito. Ele deve ser transparente a quantidade de juros e taxas pagas por você.

Só assine esse documento se você estiver certo de que tudo foi muito bem explicado e especificado. Afinal, o ato de assinar um contrato significa que você está firmando um compromisso.

Verifique também se nesse documento há algum tipo de erro de digitação ou um valor acrescido. Veja se o Custo Efetivo Total (CET) descreve todas as taxas e juros ditas a você no início da negociação.

5 – Não forneça seus dados pessoais ou senhas de cartão de crédito:

Só dê seus dados pessoais a partir da ciência de idoneidade daquela empresa. E jamais, em hipótese alguma, forneça sua senha de cartão de crédito, CVV ou senhas de e-mail.

Por fim, escolha sempre instituições conhecidas e de confiança para solicitar esse tipo de recurso. E fique de olho, para não cair num golpe perigoso.

Via: FinanceOne

Deixe uma resposta