Esta foi a inspiração para o conflito entre Indra e Ashura em Naruto

null

Algumas das maiores fontes de inspiração de Masashi Kishimoto na criação do mundo de Naruto são as mitologias e religiões orientais. Desde conceitos inteiros, passando por alegorias e até fonte de nomes, o xintoísmo e o budismo estão presentes a quase todo momento. Um exemplo disso está no conflito entro Indra e Ashura Otsutsuki.

Filhos do Sábio dos Seis Caminhos, os irmãos até eram próximos durante a infância, mas Indra, após ser influenciado por Zetsu Negro, passou a ter foco somente na busca pelo poder.

Ele acreditava que seus poderes, derivados de seu poderoso Sharingan, eram a resposta para todas as questões.

null

Ashura, por outro lado, não foi abençoado com a mesma genialidade. Para resolver os problemas, ele precisava de muito trabalho duro e principalmente, da ajuda de outras pessoas.

Essa forma de resolver os problemas fez com que o Hagoromo, o Sábio dos Seis Caminhos, escolhesse Ashura para ser o líder do clã após sua morte.

A escolha revoltou Indra que, ainda enganado por Zetsu Negro, entrou em guerra com o irmão. O embate se estenderia por eras, com os irmãos reencarnando e entrando em conflito por gerações.

null

No hinduísmo e no budismo, Indra é o deus do céu e um entidade benevolente, enquanto os asuras são “anti-deuses” associados aos sentimentos de ira, orgulho, inveja.

Assim como em Naruto, Indra e os Asuras são inimigos, mas a série inverte o alinhamento moral da mitologia. Indra segue todo-poderoso, mas acaba se tornando maligno.

Ashura, por outro lado, conta com outros “semelhantes”, mas é uma entidade benevolente em Naruto.


via criticalhits

Deixe uma resposta